Representações do negro

Texto Renato de Souza Porto Gilioli
Obras
Encarte com obras dos artistas
Lasar Segall
Tarcila do Amaral
Anita Malfatti
Candido Portinari
Victor Brecheret
Di Cavalcanti
Páginas 240
Formato 22×24 cm
Cores 4×4
Peso
ISBN 978-85-7442-146-9

  • Descrição
  • Informação adicional

Descrição do produto

Tarsila do Amaral, Portinari, Anita Malfatti, Di Cavalcanti, Lasar Segall, Villa-Lobos… Estes verdadeiros ícones das artes no Brasil olharam para o país de uma forma diferente. Suas produções, reflexões e experiências de vida alteraram a maneira como pensamos e nos percebemos. Também mudaram a forma pela qual o negro era visto e representado, fazendo-a com apuro estético, polêmica, ideais – por vezes controversos – e ambiguidades. Décadas se passaram e podemos ter um olhar renovado sobre a representação do negro no movimento modernista. A oportunidade de vermos obras daquele período, reproduzidas neste livro, nos permite refletir sobre os valores sociais da época de seus autores e sobre os conflitos que eles viviam. As tensões daquela sociedade ainda podem ser percebidas em nosso cotidiano, mesmo depois de tanto tempo. O mais fascinante é tentarmos não nos aproximar daquelas belas obras apenas com o olhar do presente. Também é um desafio perceber os artistas que as fizeram não somente como personagens históricos, distantes de nós. Por isso, Representações do negro no modernismo brasileiro: artes plásticas e música recupera parte da vida desses nomes de nossa história como seres humanos que tinham utopias, ideologias, dúvidas e falhas, mas que tentaram dar uma resposta aos dramas de seu tempo. Se eles faziam imagens e sons projetando o que desejavam para o nosso país, acompanhar o caminho que eles trilharam pode nos ajudar a pensar sobre os nossos próprios sonhos.